Muitos homens consideram o treino de peito fundamental durante uma série de exercícios na academia. Isso porque um peitoral definido, trincado e forte é um grande sinal de que o esforço está realmente dando resultado.

Apesar disso, a verdade é que nem todo mundo consegue ter um peito forte, mesmo que se dedique aos treinos e tenha uma boa alimentação. Na maioria das vezes, no entanto, a falta de resultados pode estar associado a uma prática incorreta dos exercícios.

Outra possibilidade para isso é o uso de aparelhos que pouco ajudam no desenvolvimento do peitoral. Para ilustrar melhor o assunto, portanto, apresentamos aqui uma série de dicas e informações úteis para quem deseja fazer treinar melhor o peito.

O que você precisa saber sobre o treino de peito

Antes de iniciar o treino de peito, seja com ajuda de aplicativo fitness ou de um instrutor na academia, a primeira coisa que você deve ter em mente é que é necessário ter disciplina, entre na moda fitness veste uma regatinha fecha a cara e treina e foco.

Isso porque para realizar durante as séries de exercícios eles deve ser feitos no tempo certo, na sequência certa e da forma certa, o que requer muita paciência.

Obviamente não é nada muito diferente do que a maioria que treina outras partes do corpo já está habituada, no entanto, para os leigos e principiantes isso pode ser incômodo. É preciso ter ciência, portanto, de que ter um peitoral definido vai levar algum tempo.

O motivo é que a musculatura precisa estar madura, para que os primeiros resultados comecem a surgir. Isso significa que não é preciso esforço além do limite na tentativa de obter resultado em duas semanas, pois isso não vai acontecer.

Exercícios para peito

Entendidas as características do treino de peito, é hora de conhecer agora os principais exercícios para definição peitoral e como podem oferecer bons resultados. Vamos a eles.

Supino

Treino de peito supino reto

Para que seja produtivo, o treino deve ser iniciado com o básico dos exercícios, que no caso do peito é o supino.

Segundo especialistas, o supino é também o exercício que mais se mostra eficiente no que diz respeito à ativação da musculatura peitoral, sendo aliado de quem busca definição nesta região.

Supino com pegada reversa

supino-reto-reverso

De acordo com as análises eletromiográficas, o supino com pegada reversa tem o poder de ativar mais a parte superior do peito. O resultado foi obtido comparando à versão do supino inclinado. Não por acaso, este é um dos exercícios mais populares entre os homens.

Mas isso não quer dizer que o supino inclinado seja algo ruim, pelo contrário, ele pode ser muito útil, especialmente quando combinado com halteres.

Crucifixo no banco com halteres

Crucifixo no banco com halteres

Esse é um dos exercícios mais famosos na academia, pois ele recruta as fibras musculares do peito, indo além de muitas variações do tradicional supino.

Esse exercício também ajuda na conexão sistema-nervoso-músculos com atletas iniciantes, o que permite que eles obtenham resultados melhores nos demais exercícios de peito.

Mergulho

mergulho

Outro exercício bem famoso na academia é o mergulho, pois ele é um dos mais eficientes no trabalho com tríceps. Todavia, muita gente se esquece de executá-lo quando o assunto é definir o peito.

Para obter resultados no peitoral, no entanto, tudo o que se tem a fazer é um pequeno ajuste no movimento, para isso basta inclinar o tronco para frente aproximadamente 45 graus no mergulho. Dessa forma o foco sai do tríceps e passa para o peitoral.

Melhores equipamentos

Agora é hora de conhecer os equipamentos mais tradicionais para treino de peito. A seguir apresentamos cada um deles, concentrando a descrição no modo de usar. Confira!

Supino Reto ou Bench Press

Melhores Equipamentos para peitoral

Para utilizar esse equipamento e ter um bom resultado, o indicado é deitar o corpo no banco na horizontal, deixando os pés apoiados no chão. Em seguida é preciso segurar a barra com as mãos, deixando a uma distância superior à largura dos ombros.

Depois é hora de inspirar enquanto desce a barra, e controlar o movimento até chegar ao peito, em seguida expirar até o final do esforço. Com esse aparelho é possível trabalhar peito, tríceps, coracobraquial, serráteis anteriores e o feixe anterior do deltóide.

Supino Inclinado

supino-inclinado-com-barra

Esse aparelho consiste em um banco com inclinação que varia de 45 e 60 graus. Para obter bons resultados, o indicado é segurar a barra deixando a mão com uma distância superior ao ombro.

Inspirar ao descer a barra e expirar ao final do movimento. Com esse aparelho é possível trabalhar o feixe clavicular, o peitoral maior, o feixe anterior do deltóide, o serrátil anterior, o tríceps e o peitoral maior.

Supino com halteres

supino-reto-com-halter-2

Para obter melhores resultados com esse aparelho, o indicado é deitar no banco na horizontal, deixando os pés apoiados no chão, assim terá maior estabilidade. Outra dica é manter os braços esticados na vertical em face de face com semi-pronação segurando os halteres.

É preciso inspirar no momento em que descer os halteres indo até o nível do peito, deixando os cotovelos flexionados, a fim de fazer uma rotação com o antebraços, levando as mãos em pronação completa.

Depois é só devolver quando as mãos se encontrarem fazendo uma contração isométrica. Dessa forma terá um esforço sobre a parte esternal dos peitorais maiores.

A expiração é feita ao realizar o movimento final. O trabalho com esse aparelho é bem parecido com o da barra, porém ele possibilita alongamento dos peitorais maiores.

Com esse aparelho também é possível trabalhar os feixes anteriores dos deltoides e os tríceps.

Abdução-adução em pé com uma polia em face

Abdução-adução em pé com uma polia em face

Para obter bons resultados com esse equipamento de treino, o indicado é ficar em pé deixando as pernas um pouco afastadas e o tronco levemente inclinado. Além disso, os cotovelos ficam um pouco flexionados e as mãos seguram os pegadores com os braços abertos.

Nesse caso é preciso inspirar no momento em que aproxima os braços e expirar ao final do movimento. Esse exercício é muito bom para trabalhar os peitorais, trabalhando bem os músculos da região e movimentando o conjunto de feixes dos peitorais maiores.

veja também como fazer o treino render mais.