O que comer antes do treino, a busca pelo corpo perfeito tem levado cada vez mais pessoas a buscarem opções de exercícios, seja em academias ou mesmo a partir de casa.

Diante desse cenário, no entanto, uma dúvida em particular costuma ser bastante comum: o que comer antes do treino?

A resposta a essa pergunta, embora não seja necessariamente complexa, é sem dúvida fundamental para a obtenção de bons resultados nas atividades físicas.

Sabendo disso, portanto, nos dedicamos a esclarecer aqui os principais pontos sobre o que comer no pré-treino. Confira!

A importância de o que comer antes do treino

Falando diretamente sobre a alimentação no pré-treino, o que podemos comer antes de malhar podemos adiantar que especialistas recomendam boas doses de carboidratos e proteínas. Mas antes de qualquer outra coisa, precisamos entender o porquê da alimentação e saber o que comer no pré treino é tão importante.

Sendo simplista, podemos dizer que ela é fundamental pelo fato de proporcionar energia e disposição para o treino, mas não é só isso.

O consumo dos alimentos adequados também permite a obtenção de melhores resultados, o que também está ligado a o que comer antes do treino.

Isso acontece porque os nutrientes ingeridos tendem a agir no organismo de modo a fornecer as condições ideais para a assimilação dos resultados. É por isso, por exemplo, que o mais aconselhado é que a refeição de o que comer antes do treino sejam feitas uma hora antes do período de treino.

Para uma maior compreensão desse quadro, nos próximos tópicos esclarecemos os benefícios que essa alimentação pode trazer.

Aumento no ganho de massa

Uma das grandes vantagens da alimentação pré-treino é que ela ajuda a aumentar o ganho de massa. Isso ocorre porque a proteína e o carboidrato são metabolizadas pelo corpo.

Como resultado, o corpo ganha mais força para aplicar no treinamento e o organismo ganha matéria-prima para melhor desenvolvimento dos músculos.

Melhoria na performance do treino

Como se não bastasse o que já foi dito, a refeição pré-treino também ajuda a melhorar a performance durante os exercícios. Isso não se deve apenas ao fato de o alimento trazer energia para o treino, mas também ao seu potencial para prevenir eventuais desconfortos.

Não são raros, por exemplo, os casos de pessoas que sentem fadiga, dores musculares e até lesões por não se alimentarem antes do treino. A lista de efeitos colaterais comuns nesses casos inclui ainda a queda de pressão e eventualmente o surgimento de vertigens.

Garantia de proteção para os resultados já obtidos

Além de tudo o que foi dito, saber exatamente o que comer antes do treino ainda ajuda a proteger os resultados que já foram conquistados. Isso porque, ao fazer exercício sem o devido “abastecimento”, o corpo busca energia queimando a massa magra.

Como consequência há um prejuízo no ganho de massa que já havia sido conquistado. É claramente algo que pode ser evitado com uma alimentação equilibrada no pré-treino.

Pré treino o que comer

Esclarecidas as partes preliminares, é hora de falarmos sobre a alimentação adequada e de fato o que comer antes do treino. Conforme já sugerimos inicialmente, portanto, é hora de falar sobre alimentos com Proteínas e Carboidratos, que são os pilares de um bom pré-treino.

Elas são importantes porque a associação das duas estimula o balanço proteico, aumentando o efeito anabólico das atividades. Mas você sabe exatamente o papel de cada uma delas em sua dieta? Pois é isso que vamos entender agora.

O Que Comer Antes do Treino refeição

A proteína e sua contribuição no pré-treino

Fundamental para quem busca por uma dieta para ganho de massa muscular, a Proteína tem função de regular o metabolismo proteico. Na prática isso significa manter o corpo em um estado anabólico e proteger os músculos contra lesões durante o treino.

Além disso, ela ajuda a melhorar a síntese de proteínas nos músculos, contribuindo assim com a recuperação muscular. Não por acaso, para quem busca a hipertrofia os especialistas recomendam a ingestão de generosas doses de proteínas.

No pré-treino ela pode ser ingerida sozinha, ou acompanhada de um carboidrato de fácil digestão. Tudo vai depender dos resultados pretendidos e da orientação do nutricionista.

O carboidrato e sua contribuição no pré-treino

Em relação ao carboidrato, sua importância está mais associada à energia que fornece para a prática dos treinos. Essa energia é disponibilizada ao organismo por meio do glicogênio, que é quem abastece o músculo.

Um dos papéis do carboidrato nesse cenário é aumentar a capacidade do corpo de usar esse glicogênio. Isso é importante porque a glicose funciona como combustível para o músculo.

O detalhe é que a reserva de glicogênio costuma ficar muito baixa quando não há uma alimentação pré-treino ou após longo período de exercícios. Como consequência, o organismo acaba buscando energia em outras fontes, o que pode causar perda de produtividade.

Vale destacar, porém, que se por um lado isso é ruim para quem busca o ganho de massa, pode ser interessante a quem busca emagrecer. Isso porque quando não há estoque de glicogênio, a fonte de energia passa a ser a gordura, que vai sendo queimada durante o treino.

Alimentos ricos em proteínas

Agora que você já sabe como as proteínas e carboidratos agem no organismo, é hora de conferir efetivamente alimentos para comer antes do treino. A lista de alimentos ricos em proteínas, portanto, inclui:

  • Queijo (de preferência o cottage);
  • Carne moída (de preferência o patinho);
  • Peito de frango;
  • Ovos; e
  • Peixes.

Alimentos ricos em carboidratos

Agora, em relação aos carbo, a lista de alimentos ricos em carboidratos inclui:

  • Batata Doce;
  • Frutas;
  • Pão Integral;
  • Mandioca; e
  • Macarrão integral.

Suplementos para Pré Treino

Além dos alimentos mencionados, é importante notar que, aqueles que buscam um treino de alta intensidade e performance, também podem optar por suplementos para pré treino.

Isso é importante porque a maioria dos produtos disponíveis no mercado oferece os nutrientes sintetizados e na dose certa para alto desempenho. Na sequência conferimos alguns exemplos.

Proteína de soro

O Whey Protein, como o nome sugere, é uma proteína extraída do leite. O detalhe é que, ao contrário do que muita gente acredita, ele pode sim ser utilizado no pré-treino, desde que acompanhado de carboidrato.

Maltodextrina

Aqui temos o suplemento que é um carboidrato complexo, capaz de manter os níveis de energia em alta durante a atividade física. Ele é útil para evitar sensações de fadiga durante os exercícios, preservando estoques naturais de glicogênio.

Vale destacar, no entanto, que por ter alto índice glicêmico, a Maltodextrina só deve ser usada por quem vai fazer exercício de grande intensidade.

Isso porque do contrário pode elevar rapidamente os níveis de açúcar no sangue. Além disso, seu uso deve seguir a recomendação de um nutricionista para evitar maiores problemas.

Vitamina C

Por fim temos a Vitamina C, que atua como um opressor do cortisol. Graças à suas propriedades ela ajuda a evitar o catabolismo e ainda atua contra a oxidação no organismo. Não obstante, ainda ajuda proteger o sistema imunológico.