Gravida pode fazer musculação? os muitos benefícios do treino na gravidez variam do menor ganho de peso à diminuição do risco de diabetes gestacional. Além de proporcionar um estado de humor bem melhor. Essa ideia de se exercitar, no geral, é boa.

Mas recentemente uma história sobre uma mãe grávida de oito meses fazendo um exercício de alta intensidade chamado CrossFit criou uma grande agitação online, muitos questionando sua segurança se gravida pode fazer musculação ou no caso a modalidade CrossFit.

Conhecido por seus seguidores apaixonados, o CrossFit apresenta levantamento de peso executado em um ritmo acelerado, o que causa a estranheza. O certo é que o exercício faz bem, se a mãe souber ponderá-lo.

Para esclarecer se gravida pode fazer musculação logo abaixo explicaremos quando a atividade física é bem-vinda e quando pode oferecer riscos à saúde da mamãe e do bebê.

Exercitar-se durante a gravidez é seguro?

Com o aval do seu médico, o treino na gravidez é seguro para você e seu bebê. Na sua primeira consulta de pré-natal, pergunte ao a ele quais tipos de atividades são seguras.

Se você tem certas condições de saúde ou complicações na gravidez, a atividade durante a gestação pode não ser uma boa ideia.

Mas se a sua gravidez for saudável, o exercício físico não aumenta o risco de aborto espontâneo, um bebê prematuro (nascido antes de 37 semanas de gravidez) ou um bebê nascido com baixo peso.

Mas você pode precisar diminuir a velocidade à medida que sua gravidez progride ou se a equipe da maternidade lhe aconselhar. Em caso de dúvida, consulte sempre os médicos.

Como regra geral, você deve ser capaz de manter uma conversa enquanto se exercita durante a gravidez. Se você ficar sem fôlego enquanto fala, provavelmente está se exercitando demais.

Quanto de exercício você precisa durante a gravidez?

Mulheres grávidas saudáveis ​​precisam de pelo menos duas horas e meia de atividade aeróbica de intensidade moderada por semana. Atividade aeróbica (também chamada de cardio) é quando você move repetidamente grandes músculos, como braços e pernas.

As atividades aeróbicas fazem você respirar mais rápido e profundamente e fazem seu coração bater mais rápido. A intensidade moderada significa que você é ativo o suficiente para suar e aumentar sua frequência cardíaca.

Dar uma caminhada rápida é um exemplo de atividade aeróbica de intensidade moderada. Se você não consegue conversar normalmente durante uma atividade, talvez esteja forçando muito, então fique atenta.

Você não precisa fazer todas as duas horas e meia de uma só vez! Em vez disso, divida na semana. Por exemplo, faça 30 minutos todos os dias. Se isso é muito, divida os 30 minutos fazendo algo ativo por 10 minutos, três vezes ao dia.

O treino na gravidez pode ser muito positivo para quem tem tendência a engordar.

Gravida pode fazer musculação agachamento

Quais são os benefícios do exercício durante a gravidez?

Gravida pode fazer musculação, um treino na gravidez por 30 minutos na maioria dos dias, ou em todos, pode beneficiar a sua saúde. Exercer por apenas 20 minutos, 3 ou 4 dias por semana, também é benéfico. O importante é estar ativo e fazer seu sangue fluir.

Para ter sucesso e completar exercícios durante a gravidez, é uma boa ideia planejar os dias e horários durante a semana em que você se exercitar.

O yoga pré-natal é um ótimo exercício de baixo impacto que pode ser altamente positivo para mulheres grávidas. Aqui estão alguns dos benefícios do exercício durante a gravidez:

1.   Ajuda a reduzir dores nas costas, constipação, inchaço.

2.   Pode ajudar a prevenir ou tratar diabetes gestacional.

3.   Aumenta sua energia.

4.   Melhora seu humor.

5.   Melhora sua postura.

6.   Promove o tônus ​​muscular, força e resistência.

7.   Ajuda você a dormir melhor.

A atividade regular também ajuda a mantê-lo em forma durante a gravidez e pode melhorar sua capacidade de lidar com o trabalho de parto. Isso tornará mais fácil para você voltar à forma depois que seu bebê nascer.

Gravida pode fazer musculação mais pode ter riscos do treino na gravidez.

Embora o exercício tenha sido estabelecido como uma prática segura para mulheres grávidas, existem riscos que podem torná-lo perigoso para outras com condições médicas específicas.

Em primeiro lugar, os hormônios estimulados durante a gravidez têm o potencial de induzir contrações prematuras. Isso pode ocorrer durante um treino e causar um risco eminente de aborto.

Todo cuidado é pouco quando você está prestes a gerar uma nova vida e até para preservar a sua, que estará mais frágil durante a gestação.

As principais preocupações incluem:

1.   Contrações prematuras podem ser induzidas pelos hormônios que são estimulados pelo exercício;

2.   O aumento do consumo de glicose pelos músculos em atividade pode afetar os níveis de glicose fetal;

3.   O exercício faz com que o sangue seja redistribuído dos órgãos internos para o músculo esquelético e, como resultado, há uma significativa redução transitória no fornecimento de oxigênio e nutrientes para o local da placenta;

4.   O superaquecimento irá desafiar a termorregulação materna e é melhor evitar, especialmente no primeiro trimestre. Portanto, participar de exercícios vigorosos em ambientes de alta temperatura durante toda a gravidez deve ser evitado.

Após o parto:

No entanto, você ainda precisa ter cuidado com sua atividade física depois de ter dado à luz.

Em geral, é aconselhável que você comece a andar, faça exercícios para o assoalho pélvico e se alongue imediatamente após o parto, desde que tenha tido um parto normal e sem complicações.

Se você fez uma cesariana, peça ao seu médico ou obstetra para informá-lo sobre quando é seguro começar a atividade física. Em geral, geralmente não é recomendado começar até depois do seu checagem pós-natal na 6ª ou 8ª semana.

Mantenha seu corpo ativo sem prejudicá-lo.

Quanto mais ativo e apto você estiver durante a gravidez, mais fácil será para você se adaptar à sua mudança de forma e ganho de peso. Ele também irá ajudá-lo a lidar com o trabalho de parto e voltar à forma após o nascimento.

Mantenha sua atividade física diária normal ou de exercício (esporte, corrida, ioga, dança ou até mesmo caminhada para as lojas) enquanto você se sentir confortável.

Lembre-se que o exercício não é perigoso para o seu bebê – há algumas evidências de que as mulheres ativas têm menor probabilidade de ter problemas na gravidez e no parto.