Texto completo para levar todas as dúvidas sobre o suplemento Glutamina. 

Para qual propósito serve, seus efeitos e vantagens.  Como ingerir de modo correto, se engorda ou emagrece e quais as melhores marcas.


O que é glutamina:  

A Glutamina se classifica no grupo dos aminoácidos não-essenciais, isto é, aminoácidos que são fabricados pelo corpo a começar por determinado metabolismo.

A Glutamina é sintetizada através do ácido glutâmico, valina e isoleucina, no caso desses 2 últimos aminoácidos importantes citados, chegamos ao entendimento que os BCAA’s são as maiores fontes para composição da Glutamina.

É um dos  aminoácidos mais abundantes em nosso organismo.

Ela é sintetizada através da combinação genético posto isto, é classificada como não primordial.

A glutamina tem muitas utilidades essenciais como, por exemplo, ser fonte de energia para o sistema imune e agir de maneira direta e ativa no desenvolvimento muscular por intermédio da estimulação da composição de proteínas.

roupas de academiaA importância fisiológica da Glutamina:  

Embora da Glutamina ser classificada pela literatura científica como um aminoácido não importante, não  quer dizer que ela não seja importante para nosso corpo, pelo contrário, ela efetua atividades vitais para o bom desempenho de vários órgãos como pulmões, coração, rim, fígado e intestino.

Representando 20% da totalidade de aminoácidos livres no plasma.

Nosso corpo inclusive utiliza a Glutamina para o transporte de amônia e ar pela corrente sanguínea, e é por esta razão que é preciso preservar constantemente  a quantidade de Glutamina no sangue.

Além de ser inclusive uma fonte primária de energia para o nosso sistema imunológico, concluindo que sua ausência no corpo pode reforçar a ocorrência de doenças.

Ela inclusive é essencial para a absorvimento e a abundância de células intestinais, prevenindo a danificação do intestino, além de normalizar a permeabilidade e integridade do mesmo.

 

Para atletas de atividades físicas de alta proporção e especialmente praticantes de musculação,

a Glutamina tem auxiliado demais no restabelecimento depois  dos treinamentos, evitando o

catabolismo e o overtraining,  embora a Glutamina seja criada pelo organismo e representar

aproximadamente 60% do tecido muscular cadavérico, também a necessidade de seu uso por

intermédio da suplementação, já que a ação de Glutamina nos músculos é bem maior que o corpo é capaz de fabricar nos casos desses atletas.

 

Porém preste atenção, em caso de indivíduos que praticam atividades físicas regularmente, de 3 ou 4 vezes na semana, corridas leves, você precisa se cuidar e focar somente em seu regime no momento em que o assunto for alimentação.

Agora no momento em que você frequenta a academia todos os dias, e também associado com

mais treinos físicos especialmente os aeróbicos como natação, corridas e as lutas marciais que

também combinam aeróbicos e anaeróbicos,    você começa a exigir mais do seu corpo, ai sim a

exigência de um suplemento e é ai que entram os suplementos citados no site como: Whey Protein, Albumina, Creatina, e evidente a Glutamina tratada aqui nesse texto.

O que a glutamina faz:  

A glutamina é o aminoácido mais farto em nosso corpo e é sintetizada a partir das necessidades do corpo.

Este aminoácido corresponde a 20% do total de aminoácidos e essa porção é 2 vezes mais que a alanina.

Ela é desenvolvida a começar por 3 substâncias: ácido glutâmico (o grupo amida), valina e isoleucina.

 

Para tornar-se metabolizada, duas enzimas são necessárias sendo uma delas a glutamina sintase, fazendo a ação do glutamato com a amônia e a outra, é a glutaminase.

A composição da glutamina acontece, em primeiro lugar e especialmente, nos músculos, porém ela está presente em mais locais como fígado e cérebro.

Principais utilidades e vantagens da glutamina

A glutamina é tão fundamental para o bom desempenho do corpo que vários nutricionista não a consideram como não importante.

Ela participa de maneira básica na composição de mais aminoácidos e auxilia a preservar a homeostase dos tecidos ao longo do processo de catabolismo.

Outras utilidades fundamentais inerentes à glutamina é o fato dela conseguir abrir quantidades extras de hormônios na corrente sanguínea, como a testosterona, tendo como exemplo.

A glutamina também tem um papel importante na fabricação da glicose. Devido ao fato de ter 2 grupos amina ela é ideal para a produção de mais aminoácidos.

A glutamina existente no músculo doa um radical amina para o ácido pirúvico.

A partir daí um aminoácido conhecido por alanina será formado, conduzido para o fígado, no qual será metabolizado produzindo glicose.

Por isso, a glutamina é de crucial importância para a fabricação de energia por parte do corpo.

Preservar um pH sanguíneo apropriado, isto é, dentro da faixa de 7.35 a 7.45 é de crucial importância.

Com o objetivo de que todos os nossos órgãos possam ter êxito do modo certo,  é preciso que haja um pH excelente.

A glutamina também auxilia a preservar estes princípios ideais.

Se existe um exagero de H+ no organismo, podendo fazer acidose, este componente junta-se ao grupo amina da glutamina e pode ser expelido pela urina evitando possíveis complicações na homeostase.


Olhe outras utilidades da glutamina:    

Preservação do sistema imune;  regula a composição e deterioração das proteínas;  remove o exagero de amônia e ar do corpo;  controla os processos de catabolismo e anabolismo;  Glutamina e Síndrome do Overtraining (OTS)    O OTS acontece no momento em que existe um grande tempo de treinamentos intensos com pouco relaxamento.

Isto reduz a eficiência do sistema imune e o organismo fica exposto a muitas infecções e doenças.

Analisando exames de laboratório de cidadãos que estavam passando pela síndrome foi detectado uma baixa nos graus de glutamina.

O que se observou foi que logo depois dos treinos intensos uma grande queda nas taxas de glutamina foi identificada.

Sem a refeição adequada e relaxamento satisfatório, este aminoácido fica em baixa constante causada pela OTS.

Outras indicações para a glutamina

A glutamina é um aminoácido tão fundamental para a ótima preservação das atividades orgânicas que ela é indicada para pacientes com cancro e HIV.

Como já foi mencionado, a glutamina é bastante fundamental para o desempenho aceitável do sistema imune.

Em doenças como essas, os pacientes estão com a proteção bastante baixa, quer seja pelo procedimento de quimioterapia no caso do carcinoma, ou por causa do ataque do vírus às células do corpo no caso do HIV.

Este aminoácido inclusive é um forte adepto no tratamento de doenças intestinais como a colite, Enfermidade de Crohn ou úlceras.

O orgão digestivo consome até 40% do total de toda a glutamina disponível no corpo e a diminuição dela pode complicar o sistema imune de órgãos como o estômago.

A glutamina é usada para compor a estabilidade intestinal.

Outra aplicação que ainda está em estudo é no caso de tratamento contra os danos do alcoolismo.

A glutamina estimularia a fabricação de neurotransmissores que reduziriam os complicações no sistema nervoso, ocasionados pelo uso de bebida  alcoólica.

Ajudando no ganho de massa muscular:

A Glutamina além de ajudar no desempenho do corpo, também desempenha um papel bastante fundamental na composição de proteínas nos músculos, uma vez que poupa o tecido muscular que é catabolizado para providenciar Glutamina para outras células do corpo, permitindo que o tecido muscular use Glutamina para sintetizar tecido muscular novo, ajudando para o crescimento de força e resistência e diminuindo o tempo de regeneração.

Pesquisas mostraram similarmente que a Glutamina em pequena quantidade oral (2 gramas da suplementação), elevou o crescimento do nível de hormônio do crescimento.

Quem precisa tomar?   

Atletas que treinam de forma intensa precisam beber a glutamina em pó no formato de suplemento alimentar.

Isto evita que o organismo entre em situações de overtraining e protege o sistema imune contra possíveis doenças que possam surgir ocasionadas por vírus e bactérias.

Essa suplementação precisa ser, de preferência, indicada pelo nutrólogo ou pelo dietista.

Por intermédio de algumas avaliações e exames, estes profissionais poderão ajustar a porção e a frequência com a qual a glutamina precisa ser ingerida.

Qual a melhor maneira de uso?  

Para as pessoas que pratica esportes e treinamentos mais intensos, a glutamina em pó precisa ser consumida depois do treino e também antes de ir para a cama.

Consumir o suplemento com frutas e carboidratos simples é uma ótima escolha, uma vez que a elevação da glicose sanguínea faz com que o nutriente entre nas células de forma mais ágil.

A porção mínima de glutamina que precisa ser consumida por dia é de 10 a 15 gramas sendo que este valor precisa ser dividido para ser tomado 3 doses ao longo o dia.


Como ingerir a glutamina de modo correto:  

A Glutamina pode ser encontrada isolada em suplementos individuais no qual a concentração é muito mais alto, ou em outros suplementos como Whey Protein e Hipercaloricos.

A quantidade recomenda, tendo como exemplo, varia de acordo com a marca da suplementação.

Efeitos Colaterais da Glutamina:

Na maior parte das pesquisas feitas em pessoas saudáveis que utilizaram a glutamina por um determinado tempo, demonstraram que seu consumo é sem riscos e que não a perigo de efeitos prejudiciais.

Somente em pessoas diabéticos seu consumo precisa ser controlado por um profissional, já que as pesquisas mostraram que diabéticos metabolizam a Glutamina de forma anormal.


Ingerir Glutamina por um longo período faz mal? 

Somente uma pesquisa de 2012 mostrou que o consumo prolongado de glutamina    por indivíduos saudáveis, pode impedir a associação de glutamina nos músculos.

O autor do texto alega que a suplementação de glutamina não exigida pelo corpo, depois de um longo período de consumo, pode prejudicar algumas reações bioquímicas, o que resultaria no desempenho do corpo.

Mais pesquisas precisam ser realizado para atestar com exatidão se a glutamina faz mal ao longo do consumo prolongado.

Qual a Melhor marca de Glutamina?

A quem venha importar, em nossa avaliação e das marcas mais conhecidas  as melhores marcas de Glutamina são: Absoluto, Optimum , Dymatize, e Black Skull , e das Nacionais a Glutamina da Growth Supplements e Max Titanium. Todas são ótimas.

Glutamina engorda ou emagrece?

Não há confirmação científica que a glutamina engorda.

Por se tratar de um aminoácido, e no formato de suplementação, a maior parte dos produtos que são vendidos não contém carboidratos na composição e pouca, ou aproximadamente zero de calorias, essa é a principal razão da glutamina não engordar.

Fisiologicamente também não há certificação que a glutamina promova a concentração de gordura.

Quanto a glutamina emagrecer, em um pesquisa de 2014 realizada com 6 mulheres apresentando sobrepeso e que não possuíam nenhuma doença ou seguiam algum regime para emagrecimento.

Depois de 4 semanas consumindo todos os dias glutamina, foi constatado que essas mulheres perderam peso corpóreo.

Também carece de mais pesquisas para se certificar com exatidão se a glutamina realmente ajuda ou não  no emagrecimento.


Relate e Conte sua experiência , nos fale era  antes e após ingerir a glutamina. 

Utilize nossa espaço de comentários logo abaixo e deixe seu relato sobre os resultados.